Nuno Crato presta um mau serviço à Educação

No jornal i do dia 2 de Janeiro de 2010, sibilinamente, continua a defender medidas fósseis, por séculos repetidas nas escolas: “centrar o ensino nos conteúdos, valorizar a transmissão de conhecimentos, exames e provas, valorizar primeiro as matérias e depois a formação pedagógica…”. Parece querer afirmar que, para ser professor de Matemática, basta obter uma licenciatura ou um doutoramento em Matemática. E Crato até se aventura a opinar sobre uma área tão pedagogicamente exigente como a iniciação à leitura…

Qualquer pessoa que possua saberes (teóricos e práticos!) de pedagogia conhece alternativas (testadas com êxito!) aos obsoletos dispositivos a que Crato faz apelo. Quando, convicto e sem vacilar, Crato defende ancestrais modos de fazer escola, que já se mostraram nefastos e são responsáveis pelo caos em que a Educação está imersa, presta um mau serviço à Educação.

In “Má educação”, José Pacheco

Anúncios

Etiquetas: , ,

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: