O medo de errar inibe a aprendizagem

Segundo Dweck, o elogio da inteligência passou a mensagem “pareçam espertos e não se arrisquem a cometer erros”. Pelo contrário, o elogio do esforço passou a mensagem “comparem-se com os melhores, aprendam com os erros e façam melhor”. Após a realização do teste escolhido, cada aluno tinha de optar entre observar os resultados dos colegas que tinham obtido pontuações superiores à sua ou, em alternativa, dos colegas que tinham obtido pontuações inferiores à sua. Curiosamente, os “esforçados” optaram por observar os testes com pontuações mais elevadas e os “inteligentes” optaram por observar os testes com pontuações inferiores. O elogio da inteligência teve o efeito de encorajar os alunos a evitar o fracasso e a reforçar a sua auto-estima comparando-se com os colegas com pontuações inferiores. Dweck não hesita em concluir que “o medo do fracasso inibe, de facto, a aprendizagem”.

Ler artigo completo “O medo de errar“, Vitorino Seixas

Etiquetas: , , ,

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: