Não dê mesada aos seus filhos

Há pessoas que têm o dom de, em poucas palavras, pôr o dedo na ferida e transformar “verdades universais” em puras falácias. Foi isto que aconteceu, recentemente, com a intervenção de Cameron Herold nas mundialmente famosas conferências TED, ao defender “vamos educar as crianças para serem empreendedoras”.

Para Herold, “um empreendedor é uma pessoa que tem ideias e paixões, vê as necessidades do mundo e decide levantar-se e agir”. Segundo esta descrição, muitos pais certamente se recordarão que os filhos possuíam algumas destas características na infância e que, por vezes, eram bastante empreendedores. Eram crianças visionárias, com sonhos e paixões. No entanto, hoje, se perguntarmos a esses pais se os seus filhos são empreendedores, provavelmente, a resposta será que, na sua maioria, são empregados por conta de outrém.

O que aconteceu? Como foram destruídos os sonhos que deviam comandar a vida dos nossos filhos? A resposta de Herold é muito simples: a escola e os pais estão a errar na educação das crianças. Por um lado, a escola não aproveita o potencial das crianças e dos jovens, preparando-as para virem a ser empreendedores. O que é importante é prepará-los para tirar um curso superior e ir trabalhar para uma organização. Por outro lado, os pais também não encorajam os filhos a serem empreendedores, preferindo incentivá-los a tirar um curso de medicina, de direito, de engenharia, etc., e correr atrás de bons empregos. Por exemplo, os pais nem se apercebem que, ao dar uma mesada aos filhos, estão a criar o hábito errado de esperar pelo dinheiro no final do mês, tal como acontece com o cheque do emprego. Pelo contrário, os empreendedores não aguardam pelo cheque. Os empreendedores são inquietos, preferem a acção e assumem riscos para alcançar os seus sonhos.

A receita de Herold para os pais é simples: não dê mesada aos seus filhos. Ensine-os a andar pela casa à procura de trabalhos para fazer e a negociar o preço a receber. Deste modo, os filhos serão educados para preferir criar negócios em vez de aguardar pelo salário ou pelo subsídio do governo.

Publicado no Diário de Notícias da Madeira em 17 de Novembro de 2010.

Etiquetas: , ,

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: