Nos cursos CEF os professores improvisam para remediar a falta de recursos educativos

E: Dizem no vosso estudo que “os professores revelam preocupações com a eficácia do seu ensino” mas “as condicionantes existentes levam-nos a improvisar soluções que servem de paliativos às limitações [de recursos educativos] que lhes são impostas”. Querem clarificar esta ideia?
ADC: Nos CEF é criada quase que uma cilada aos professores, porque estes são solicitados – pelos alunos e pelos pais – a encontrar soluções de remedeio para as lacunas com que se confrontam. Podemos dizer que os professores têm os programas e os podem seguir, mas sabemos que muitas vezes os compêndios substituem essa consulta. Ora, se, em alternância, se facultassem aos professores os meios para a aquisição de materiais [livros, software, etc.] poderia resultar daqui uma experiência pedagógica interessante, a de saber como se organizariam pedagogicamente na escola para promover a sua utilização correta. Mas como não existem orientações nenhumas nesse sentido, os professores, como todos nós em geral, perante as omissões inventam de forma precipitada, não planificada, intuitiva. Ou seja: fazem remedeios. É assim na vida e na escola.

In “CEF: Fotocópias substituem adoção de manuais

Etiquetas:

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: