O sucesso profissional depende do mérito ou da sorte?

Meu objetivo aqui é endereçar a questão da falácia do que chamam de empreendedorismo. Ouvi muito essa palavra na faculdade – tinha até uma disciplina com esse nome. A ideia basicamente é que se você for uma pessoa que “faz por onde”, “segue seus sonhos”, um dia, você chega lá. Se você traça um objetivo (i.e.: ganhar um milhão de reais), planeja, executa, controla, tudo nos conformes, é certo de que você, um dia, vai conseguir – afinal, o mundo está cheio de oportunidades para todos. É o tal American Dream de que tanto falam no cinema
Pior cego não é aquele que não quer ver. Você acha que todos os gerentes e diretores estão em seus cargos por mérito? São os melhores funcionários possíveis dentro da companhia a ocupar suas posições? A resposta é evidente e uníssona: óbvio que não. Eles chegaram lá por um conjunto de fatores e eventos, os quais alguns são de seu controle (e mérito) e outros pura e simplesmente, não são (sorte).
In “A falácia do sucesso profissional ao alcance de todos

Etiquetas: ,

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: